Quem Somos

O QUE FAZEMOS?

Eu quis que o Mesa de San Miguel fosse um lugar para se comer muito bem, conviver com pessoas amigas ou desconhecidas e se informar sobre o que se come. Os hóspedes são apresentados a comidas étnicas e de outras décadas e séculos, preparadas com métodos antigos, e serviços de mesa relegados ao esquecimento.

Todas as refeições sempre são acompanhadas das respectivas explicações e de estorietas sobre aquilo que se está a comer. Afinal, comida é uma forma indiscutível de conhecer culturas e países.

Não tenho como objetivo produzir uma refeição com sabores delicadamente harmonizados, mas sim pratos que criam entre si até mesmo fortes contrastes. Não produzo uma refeição analítica, e sim sintética, em que podem ser apresentados, ao mesmo tempo, pratos em que domina o sabor ácido em um, e o doce ou salgado, em outros.

A dedicação à cozinha étnica e que muda a cada encontro permite aos hóspedes se defrontarem com uma enorme gama de aromas e sabores. Vir ao Mesa é experimentar outros sabores, novas picâncias, provocar seus paladares, para sair do seu lugar.

As preparações são oferecidas em travessas centrais e os próprios hóspedes se servem. Isso pede às pessoas uma atitude menos comum durante a refeição: com maior atenção à partilha, ao convívio, ao prazer da conversa e à descontração. Sobretudo, muita gentileza para com os demais.

Assim, é notável o sucesso do encontro de pessoas que não se conhecem e que conversam animadamente. Logo, não tema vir ao Mesa sem companhia, pois imediatamente será cercado por uma conversa calorosa.

Seja bem-vindo ao Mesa!
Luiz Targa